Versão EXS do Honda New Civic consegue ser clássico e esportivo ao mesmo tempo
Notícia Publicada: 02/02/2013 09:17:00


Versão EXS vem com bancos de couro, freios a disco nas quatro rodas e ABS como itens de série (Fotos: Olivia Caires/ZAP Carros)

Versão EXS vem com bancos de couro, freios a disco nas quatro rodas e ABS como itens de série (Fotos: Olivia Caires/ZAP Carros)

Um sedã médio para quem não quer ser chamado de “tiozinho”, mas anseia por manter o conforto de um veículo deste porte. Assim é o Honda New Civic, que está na nona geração e traz esportividade em um carro bastante elegante. O design impressiona com suas linhas externas, que receberam um toque mais jovial. As lanternas traseiras ganharam novo desenho e os refletores estão localizados próximos ao meio da tampa do porta-malas. Mas o que chama mais a atenção mesmo é o novo painel, lugar onde a linha 2012 apresenta mais mudança em relação à antecessora. Voltado para o motorista, ele é charmoso e disponibiliza o computador de bordo em uma tela para servir o piloto com eficiência.

Faróis vêm com função de acendimento automático

Faróis vêm com função de acendimento automático

Entre as três versões disponíveis que a linha oferece, testamos a configuração mais completa, a EXS. O motor i-VTEC continuou o mesmo 1.8 flex, produzindo até 140 cv a 6.500 rpm e gerando torque de 17,7 kgfm a 5.000 rpm, quando abastecido com etanol. No entanto, de acordo com a marca, o propulsor ganhou elasticidade, ou seja, mais força mesmo em baixas rotações.

Seu maior rival é o Toyota Corolla, que traz potência de 153 cv a 5.800 rpm. Apesar de ser 2.0, a versão Altis do concorrente é a que tem valor equivalente ao modelo avaliado, partindo de R$ 86.870, enquanto o New Civic EXS custa R$ 85.900.

New Civic ganhou novas lanternas

New Civic ganhou novas lanternas traseiras

Além do espírito mais jovem, o New Civic está um pouco maior do que seu antecessor, passando de 4,48 metros para 4,52 m de comprimento. No entanto, ainda perde por poucos centímetros em quase todas as dimensões para o Corolla Altis, menos em entre-eixos, que ganha por 6 cm. A altura do sedã da Honda é de 1,45 m e ele tem 1,75 m de largura. Enquanto a geração anterior oferecia o porta-malas 109 litros menor, a atual traz este compartimento muito mais espaçoso, com capacidade de 449 l. Achou este número exagerado? O rival Corolla é maior ainda, com 470 l!

Porta-malas tem capacidade de 449 litros, antes eram só 340 l

Porta-malas tem capacidade de 449 litros, antes eram só 340 l (Foto: Divulgação)

Os faróis de neblina (presentes somente nesta versão) ganharam molduras cromadas, o que reforça o tom de esportividade que a marca quis dar ao carro. A direção é elétrica, o que garante excelente facilidade em manobras. O câmbio automático de cinco velocidades oferece a tecnologia paddle-shift (borboletas atrás do volante), que proporciona uma condução mais esportiva, sem que o motorista tire as mãos do volante ao dirigir para trocar de marcha manualmente.

Falando em direção, ela possibilita fácil acesso aos comandos de rádio, piloto automático, telefone e computador de bordo, já que estes botões estão disponíveis no próprio volante. A posição de dirigir é confortável e a coluna “A” ficou melhor nesta geração, diminuindo o ponto cego e abrindo muito mais a visibilidade para o motorista. O material utilizado no acabamento é de excelente qualidade e sensível ao toque. As peças internas são bem encaixadas e não há rebarbas.

Medidor de consumo avisa o motorista quando há economia de combustível, transformando sua cor azul em verde

Medidor de consumo avisa o motorista quando há economia de combustível, transformando sua cor azul em verde (Foto: Divulgação)

A versão EXS vem com teto solar que, assim como as janelas, tem acionamento elétrico com função anti-esmagamento. Além disso, traz bancos revestidos em couro, GPS, Bluetooth, controle de tração e sistema de assistência de frenagem de urgência, itens de série que não estão presentes na configuração de entrada do carro, que sai por R$ 66.700, na versão manual.

A tela colorida LCD de 6,5″ traz sistema touch screen e é muito fácil de manusear, o que traz pontos positivos ao carro. No mesmo visor é possível acompanhar a câmera de ré que, embora ofereça linhas de referências em relação a obstáculos, não transmite nenhum som ao se aproximar do perigo de bater.

Sistema de câmera de ré não oferece sinal sonoro

Sistema de câmera de ré não oferece sinal sonoro

O automóvel traz a função Econ, que auxilia na economia de combustível. Ao ser ativado, a demanda elétrica é reduzida para que haja menos gasto, diminuindo a velocidade do ar-condicionado, por exemplo. O piloto automático também sofre impacto, já que o Econ limita a aceleração para que o motor alcance a velocidade desejada com mais suavidade, gastando assim menos energia. Isso realmente interfere positivamente no consumo de gasolina ou etanol. Na prática, o sistema funciona. Ao avaliá-lo na estrada, a reportagem registrou que, em trecho de aproximadamente 80 km, com o Econ desativado, o New Civic fez 9,5 km/l. Ao acioná-lo, o consumo passou a ser de 11,5 km/l. O tanque aumentou sete litros em relação à geração passada e tem agora capacidade de 57 l.

Garantia é de três anos

Garantia é de três anos

A tecnologia VSA (Vehicle Stability Assist), sigla em inglês para denominar assistência de estabilidade, possibilita que o veículo permaneça estável no trajeto. A suspensão é bem ajustada e o condutor não sente o carro trepidar. O isolamento acústico funciona perfeitamente; não se houve barulhos externos de dentro do carro.

Ao utilizar a função esportiva do câmbio, a direção fica um pouco mais emocionante. O barulho do motor muda e o carro dispara ainda mais, como se ficasse mais leve. O motorista precisa ficar atento ao limite de velocidade, já que esta mudança pode provocar a vontade de pisar no acelerador ainda mais.

Fonte: www.zap.com.br
Português Brasil Español English Italiano
Guia Regional - Ano: | ANUNCIE EM NOSSO SITE | FAÇA SEU CADASTRO |
Sites e Sistemas Web